fbpx

#EuNãoAjudoEmCasa

Infelizmente, em pleno século XXI, ainda existem tabus machistas no seio da vida doméstica de muitas famílias; não, limpar não é coisa de mulher!

Escrito por Sibina - Home Partners

Especialistas na produção e comercialização de utilidades de limpeza e ferramentas para diversas tarefas domésticas. Líderes no fornecimento do mercado retalhista.

15/11/2019

O homem foi visto, durante muitos anos, como o provedor familiar da sociedade moderna – tinha o papel de trabalhar fora de casa para sustentar as necessidades financeiras da sua família – já a mulher acumulava, geralmente, os papéis de dona de casa – mantendo a ordem no lar – e de educadora – cuidando e transmitindo valores à sua descendência.

Este paradigma há muito que mudou mas, apesar da emancipação da mulher na sociedade, o estigma dentro de portas ainda se mantêm em demasiados lares – como prova o retrato estatístico da Eurostat sobre a vida das mulheres e dos homens na Europa.

Em Portugal, por exemplo, à data do estudo publicado em 2017, apenas 19% dos homens adultos desempenhava algum tipo de tarefa doméstica diariamente, valor manifestamente baixo quando comparado com os 78% das mulheres adultas.

“Em Portugal, por exemplo, à data do estudo publicado em 2017, apenas 19% dos homens adultos desempenhava algum tipo de tarefa doméstica”

Estamos no século XXI, numa sociedade livre que caminha rumo à igualdade de deveres e direitos, mas, como o estudo prova: a mentalidade tem de mudar!

Não temos nenhuma solução mágica para inverter pensamentos da noite para o dia – isso é impossível –, no entanto, acreditamos que, mudanças tão simples como a forma de escrever e falar podem surtir efeito, por isso: os homens não têm de ajudar em casa! Queremos, inclusive, ir mais longe… as mulheres não necessitam de ajuda! O termo ajuda tem subentendido a ideia de que existe obrigação para uma das partes, logo, num lar partilhado, ninguém é uma ajuda, todos fazem parte e, por isso, COLABORAM.

Resumindo

  • Mulheres, não sejam as primeiras machistas, não tomem as imposições sociais como sendo lei, abordem-nas de forma critica, mas consciente.
  • Homens, se têm uma life partner (traduzido à letra significa parceira de vida), deixem esse estigma machista de lado e estimulem o vosso companheirismo com ela, colaborem não só nas tarefas domésticas, mas também na vida!

 

Este testemunho viralizou nas redes sociais ao ilustrar, em primeira pessoa, a mudança que tem ocorrer, servindo, ainda, como uma golfada de ar fresco para todas as pessoas que ainda têm em casa um 2º trabalho não remunerado.
Novidades da Sibina!

Novidades da Sibina!

Ao juntar-se à nossa lista de contactos receberá, em primeira mão, todas as novidades e dicas que temos para oferecer.

Política de Privacidade

Subscreveu a nossa newsletter com sucesso, agora estamos mais próximos!

Share This

Gostou?

Dê-nos um like e partilhe isto com os seus amigos!